ANO 9 Edição 98 - Novembro 2020 INÍCIO contactos

Suely Bispo


Vazios    

Se “um copo vazio está cheio de ar”1,
Onde está o vazio?
Vazios são tantos
O vazio de fora
O vazio de dentro.
O vazio das ruas
O vazio do peito
O vazio das palavras
O vazio das relações
O vazio espiritual
Vazio, vazio...
Como preenchê-los?
O vazio no peito
Alma faminta
O que sinto?
O vazio do corpo
Braços vazios.
O vazio do sexo
Corpo faminto
O vazio da fome
Estômago vazio.
Soco.
O vazio coletivo
das injustiças sociais
O vazio do abandono
e destruição
dos espaços culturais.
O genocídio dos povos
Indígenas e negros
A enorme dívida ancestral
Quem quer enxergar?
Quem quer transformar?
Quem vai pagar?
Tantas palavras
Interesses espúrios
Ações ignóbeis
Quem poderá expressar
Esses vazios tantos?
Falas excessivas de opiniões:
Preconceitos, racismo, machismo,
Xenofobia, notícias falsas,
Pensamento único?
Negação da alteridade
Tempos autoritários
Facismo.
Novo normal
O que é isso?
Saúde, educação e cultura:
O vazio dos ministérios
A economia é mais importante
Do que a vida,
Do que a arte.
Artistas sentem falta
Do corpo a corpo
No palco e na plateia
Presença.
Teatro vazio
Corpos ausentes
Plateia deserta
Distância.
A atriz tem fome
O público também.
O vazio se preenche
No ciberespaço?
Live.
O vazio de dentro
Buraco no peito
De onde vem?
Angústia e medo
Tédio e solidão
Sensação
Ausências
Saudade.
Perguntas...
Respostas?
Talvez fé...
Sonhos, pesadelos
A minha alma tem fome.
Vazios são buracos
No corpo, na alma
Na cara da sociedade.
Os buracos estão à espera.
O vazio tem fome:
Poesia, corpo e amor.

Nota

1 Trecho da música “Copo vazio”, de Gilberto Gil

 

 

A atriz e poeta Suely Bispo é formada em História e Mestre em Estudos Literários pela UFES. Com mais de vinte anos de carreira no Teatro e no Cinema, em 2016 chegou à TV interpretando Doninha, na novela Velho Chico, na Rede Globo.


No mestrado realizou o primeiro trabalho acadêmico sobre o poeta Solano Trindade no Espírito Santo. Tem diversos trabalhos publicados na área de História e Literatura. Em 2009 publicou seu primeiro livro de poemas Desnudalmas, pela GSA, e em 2016, Lágrima fora do lugar, pela editora Cousa.


Participa também do Sarau Afro-tons, em Vitória, e do Coletivo Louva Deusas, de produção de textos e desenhos eróticos de mulheres negras, que em 2015 publicou a coletânea Além dos Quartos, em São Paulo. Foi coordenadora do Museu Capixaba do Negro (MUCANE), no período da sua reinauguração em 2012. É autora também do livro Resistência negra na Grande Vitória: dos quilombos ao movimento negro, que terá lançamento em breve, da sua segunda edição.


Seja na História, nas Artes Cênicas ou na Literatura, seus trabalhos geralmente se relacionam com a valorização da cultura negra, cidadania e ecologia.

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Novembro de 2020


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Hirondina Joshua, Jorge Vicente, Loreley Haddad de Andrade, Maria Estela Guedes, Myrian Naves


Colaboradores de Novembro de 2020:

Henrique Dória, Adán Echeverria, Adelto Gonçalves, Anaximandro Amorim, André Giusti, Angela Maria Zanirato Salomão, Antônio Torres, Autor Vários autores ; Carvalho Júnior, org., Beatriz Aquino, Carlos Barroso, Carlos Eduardo Matos, Djami Sezostre ; Antônio Cunha, Edmira Cariango Manuel, Elisa Scarpa, Federico Rivero Scarani, Fernando Andrade, Fernando Ferro Brandão, Francisco Marcelino, Ganhanguane Masseve, Geraldo Lima, Henrique Dória, Hermínio Prates, Job Sipitali, Leila Míccolis, Marcus Groza, Marinho Lopes, Mário Baggio, Myrian Naves, Myrian Naves, pelo Conselho Editorial, Nilma Lacerda, Paula Winkler ; Rolando Revagliatti, entrevista, Paulo Martins, Ricardo Ramos Filho, Sônia Peçanha, Suely Bispo, Waldo Contreras López, Wil Prado


Foto de capa:

WALTER MOLINO, 'Cartoon publicado no jornal Domenica del Corriere', 16 de Dezembro de 1962.


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR