ANO 9 Edição 97 - Outubro 2020 INÍCIO contactos

Ana Mafalda Leite


Três poemas    

Sem lente

como se a visão desfocasse
olho para ti
e
não há lente para ver
caiu-me dos óculos
agora pousados junto ao teu retrato

 

o caderno, a bobine e o filme já projectado

 

coloco também a mão
desse modo ajeitado ao rosto
quando olho ou leio
a página de antigamente

olho para ti

como se a visão do sol intenso fizesse cair a lente

fizesse cair a lente
fizesse cair os óculos
fizesse cair os olhos

e na retina
nada mais restasse

que a fuga do olhar para o poema

 

 

 

 

 

 

Sobreposição

entro na sobreposição das imagens
em que o fora dentro se desencontram em caos

estão caídas as folhas e os livros em desarrumo
abertos deixam voar as letras e as frases sem nexo

não há aprendizagem possível
no caos que as frases ressoam em planos desencontrados

como se fossem frequências de rádio cruzando as diferentes arquitecturas do mundo

Há um ruído que as cadeiras e mesas fazem
arrastando-se para um não lugar

Será que lês a mensagem de braile que a decomposição
do espaço produz?

É impossível perceber a desordem do mundo

 

 

 

 

 

 

Estilhaços

de papel ou de fogo ou de rosto

um corpo estrebucha no fogo da imagem
e o lume ou os reflexos não permitem
saber

se dorme anoitecido de noite ou amadrugado por labareda de luz
se sonha ou apenas está entorpecido de não ser

Se chama por nós
ou se em chama se cala estarrecido
em quebranto

Eleva o reflexo ao brilhar equívoco
da imagem

será esse o corpo da imagem?
faúlhas esgarçadas da memória ?

em estilhaços
permanece

 

 

Ana Mafalda Leite inicia o seu percurso poético em 1984 com o livro Em Sombra Acesa. Nasceu em Portugal, mas cresceu no norte de Moçambique e fez os primeiros estudos universitários na Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo. Licenciou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras de Lisboa, onde é Professora Associada, doutorada em Literaturas Africanas. É ensaísta, docente e principalmente poeta.

Publicou os seguintes livros de poesia, após o primeiro Em Sombra Acesa (Lisboa, Vega,1984), Canções de Alba (Lisboa, Vega, 1989), Mariscando Luas (Lisboa, Vega, 1992, em colaboração com Roberto Chichorro e Luís Carlos Patraquim), Rosas da China (Lisboa, Quetzal, 1999), Passaporte do Coração (Lisboa, Quetzal, 2002), Livro das Encantações (Lisboa, Caminho, 2005), O Amor Essa Forma de Desconhecimento (Maputo, Alcance, 2010),  Antologia Livro das Encantações e Outros Poemas -1984-2005 (Maputo, Alcance, 2010), Outras Fronteiras, Fragmentos de Narrativas (São Paulo, Kapulana, 2017), Outras Fronteiras ( Maputo, Cavalo do Mar, 2019), Janela para o Índico ( Lisboa, Rosa de Porcelana, 2020).

Em 2015 recebeu o prémio Femina de Literatura.

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Outubo de 2020


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Hirondina Joshua, Jorge Vicente, Loreley Haddad de Andrade, Maria Estela Guedes, Myrian Naves


Colaboradores de Outubo de 2020:

Henrique Dória, Adán Echeverria, Adelto Gonçalves, Adriano B. Espíndola Santos, Adrian’dos Delima, Álvaro Alves de Faria, Álvaro José Silva, Ana Mafalda Leite, Angela Maria Zanirato Salomão, Antônio Roberto Gerin, Antônio Torres, Caio Junqueira Maciel, Carlos Barbarito, Carlos M. Luis, Carlos Eduardo Matos, Cecília Barreira, Cláudio B. Carlos, Cruzeiro Seixas, Eurico Gonçalves ; Dalila d’Alte, org., Dalila d’Alte, Danyel Guerra, Dario Silva, Dennis Ávila Vargas, Deusa d’África, Elisa Scarpa, Fernando Andrade, Francisco Aurelio Ribeiro, Hang Ferrero, Hermínio Prates, João Almino, Lahissane, Lalau Simões, Leila Míccolis, Leonardo Almeida Filho, Lino Mukurruza, Marco Antonio, Maria de Lurdes da Fonseca Marques, Marinho Lopes, Moisés Cárdneas, NILMA LACERDA, Osvaldo Spoltore; Rolando Revagliatti, entrevista, Otildo Justino Guido, Ricardo Ramos Filho, Robson Deon, Sebastián Rivero, Textos, Tiago Rabelo, Tony Marcelo Gomes de Oliveira, Vítor Burity da Silva, Waldo Contreras López, Wilson Alves-Bezerra


Foto de capa:

EDVARD MUNCH, 'Perto do leito da morte (febre)', 1915.


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR