ANO 9 Edição 97 - Outubro 2020 INÍCIO contactos

Wilson Alves-Bezerra


Chama    

Segundo poema da série POEMAS PATRIÓTICOS.

 

 

 

Wilson Alves-Bezerra (São Paulo, 1977) é escritor, tradutor, crítico literário e professor de literatura no Brasil. É autor das seguintes obras literárias: Histórias zoófilas e outras atrocidades (contos, EDUFSCar / Oitava Rima, 2013), Vertigens (poemas em prosa, Iluminuras, 2015, que recebeu o Prêmio Jabuti 2016, na categoria Poesia – Escolha do Leitor), O Pau do Brasil (poemas em prosa, Urutau, 2016, com 5 edições no Brasil e duas em Portugal), Vapor Barato (romance, Iluminuras, 2018) e Malangue Malanga (poemas em prosa, Multinacional Cartonera, 2019 – pool de 15 editoras cartoneras de 9 países; o livro será lançado comercialmente em 2020 pela Iluminuras, no Brasil). Em Portugal, publicou a antologia de poemas Exílio aos olhos, exílio às línguas (Oca, 2017), além de duas edições de O Pau do Brasil (Urutau, 2018 e 2019). No Chile, saíram seus Cuentos de zoofilia, memoria y muerte (LOM, 2018).  Publicou ainda os seguintes ensaios: Reverberações da fronteira em Horacio Quiroga (Humanitas/FAPESP, 2008), Da clínica do desejo a sua escrita (Mercado de Letras/FAPESP, 2012) e Páginas latino-americanas – resenhas literárias (2009-2015) (EDUFSCar / Oficina Raquel, 2016). Atua também como tradutor literário no Brasil: traduziu autores latino-americanos como Horacio Quiroga (Contos da Selva, Cartas de um caçador, Contos de amor de loucura e de morte, todos pela Iluminuras) e Luis Gusmán (Pele e Osso, Os Outros, Hotel Éden,  ambos pela Iluminuras). Sua tradução de Pele e Osso, de Luis Gusmán, foi finalista do Prêmio Jabuti 2010, na categoria Melhor tradução literária espanhol-português. Como articulista em literatura e cultura, atualmente colabora com O Estado de S. Paulo, Revista Cult e A União (Brasil). É doutor em literatura comparada pela UERJ e mestre em literatura hispano-americana pela USP, onde também se graduou. É professor de Departamento de Letras da UFSCar, onde atua na graduação e no mestrado em estudos de literatura. Atualmente, trabalha na tradução de poemas da poeta suíço-argentina Alfonsina Storni, projeto contemplado pelo programa Coincidencia, da Fundação Pro Helvetia e Casa do Tradutor Looren. Tem ainda uma biografia de Horacio Quiroga, com documentos inéditos, a ser lançada no Brasil em 2020.

Em 2020, lançou também o disco Catecismo Moreninho, lançado pela Livraria Orgânica.

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Outubo de 2020


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Hirondina Joshua, Jorge Vicente, Loreley Haddad de Andrade, Maria Estela Guedes, Myrian Naves


Colaboradores de Outubo de 2020:

Henrique Dória, Adán Echeverria, Adelto Gonçalves, Adriano B. Espíndola Santos, Adrian’dos Delima, Álvaro Alves de Faria, Álvaro José Silva, Ana Mafalda Leite, Angela Maria Zanirato Salomão, Antônio Roberto Gerin, Antônio Torres, Caio Junqueira Maciel, Carlos Barbarito, Carlos M. Luis, Carlos Eduardo Matos, Cecília Barreira, Cláudio B. Carlos, Cruzeiro Seixas, Eurico Gonçalves ; Dalila d’Alte, org., Dalila d’Alte, Danyel Guerra, Dario Silva, Dennis Ávila Vargas, Deusa d’África, Elisa Scarpa, Fernando Andrade, Francisco Aurelio Ribeiro, Hang Ferrero, Hermínio Prates, João Almino, Lahissane, Lalau Simões, Leila Míccolis, Leonardo Almeida Filho, Lino Mukurruza, Marco Antonio, Maria de Lurdes da Fonseca Marques, Marinho Lopes, Moisés Cárdneas, NILMA LACERDA, Osvaldo Spoltore; Rolando Revagliatti, entrevista, Otildo Justino Guido, Ricardo Ramos Filho, Robson Deon, Sebastián Rivero, Textos, Tiago Rabelo, Tony Marcelo Gomes de Oliveira, Vítor Burity da Silva, Waldo Contreras López, Wilson Alves-Bezerra


Foto de capa:

EDVARD MUNCH, 'Perto do leito da morte (febre)', 1915.


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR