ANO 9 Edição 96 - Setembro 2020 INÍCIO contactos

Luís Correia Mendes


Ilha meu porto de abrigo    

Quando escrevo poesia ou prosa poética sobre a Ilha, tento de uma forma simples e através de uma linguagem coerente, sentir à distância e no tempo uma experiência movida por contextos civilizacionais diferentes, mas ligados por um sentimento de solidariedade humana exemplar como nunca senti, sempre presente.

Ao elaborar este pequeno texto, dedicado à classe piscatória da Ilha, tentarei ser breve, saudando efusivamente o espírito de resiliência e resistência desta comunidade que se estabeleceu há mais de 5 séculos neste pedaço de terra antes da chegada dos árabes e dos portugueses, sendo ainda hoje o principal motor da economia.

A deslocalização do meu cérebro não apagou a essência principal do processo de Contínuas  Adquiridas Competências baseado na elegância, no sorriso, que de uma forma silenciosa e imperiosa me marcou.

Muitas vezes de madrugada, tentava compreender e integrar o pensamento da comunidade dos pescadores quando pela manhã, partia para o mar onde com o seu ceticismo caracterizava essencialmente a ciência dos seus limites humanos.

Sem grandes infraestruturas ainda hoje, a atividade desenvolve-se essencialmente nas proximidades da costa, com embarcações de pequeno porte cuja construção ou reparação se desenvolve em moldes artesanais.

As principais técnicas utilizadas com o tipo e tamanho das embarcações são o arrasto para a terra, as linhas de mão, o emalhe e a pesca submarina em menor escala.

Não obstante as carências existentes, com Covid 19 ou sem Covid 19, existe a imperiosa necessidade de se mudar o paradigma do conhecimento sobre o exercício desta atividade de forma sustentável, enquadrada dentro do ecossistema.

A inclusão da demanda qualificada existente nesta comunidade, deverá ser efetuada através de uma estratégia onde os fatores principais serão:

1 - Deslocalização- Aprendizagem a ser efetuada em qualquer local

 

2 - Liderança- Colocar alguém a fazer alguma coisa na maior perfeição que a tua

 

3 - Atitude- Cortesia será sempre uma manifestação de agrado

 

4 - Desobediência- Inovação, Superação, Contruir dentro do Ecossistema

 

O saber desta comunidade piscatória estabelecida na Ilha de Moçambique rege-se há muitos anos sobretudo pelo cumprimento de objetivos específicos, metodologias, motivações enquadradas, necessitando que o conhecimento do senso comum, seja inserido no conceito de ciência.

Creio que poderá ser estabelecida uma Parceria Técnica de Contínuas Adquiridas Competências que revolucionará a Economia da Ilha, tendo também como suporte as Instituições Bancárias existentes no local.

Potenciar os recursos do Mar de uma forma sustentável é um modelo de Parceria Estratégica de Capacitação Estruturalmente Sustentável (PECES) com Centros de Conhecimento, Banca, Seguros, ONG´S, podendo contribuir para a realização do compromisso dos 17ODS.

Luís Correia Mendes
Lisboa, 30. 08. 2020

 

 

Luís Correia Mendes
NOTA BIOGRÁFICA: Luis Felipe Correia Mendes nasceu a 24 de Julho de 1949 na cidade de Nampula,Moçambique.
 
O seu habitat até aos 20 anos, cingiu-se àquela nesga de terra, cercada pelo Índico por todos os lados.
 
Ali, na Ilha de Moçambique à medida, do seu crescimento e do contacto com as mais diversas culturas lá radicadas, desde há muito, foi estruturando a sua mente para espaços mais amplos de sonhos e gentes por tocar.
 
O mini-mundo em que viveu despertou-o para encetar a caminhada na procura da sua verdadeira identidade humanista.
 
Estudou Sociologia no Instituto Piaget em Almada e Direito na UCM na cidade da Beira, possuindo uma Pós Graduação em Coaching através do Training NLPC.INCTA Porto.
 
A nível profissional trabalhou na Banca durante 42 anos tendo feito parte dos Quadros do BNU e da CGD em Portugal. Pertenceu também aos Quadros Directivos do BCI e do Banco Único em Moçambique.
 
Como, poeta iniciou a sua actividade  em Janeiro de 1999 na Revista “Cadernos Literários” em Lisboa.
 
Em 2008 publicou através da Leya a colectânea de poemas A Ilha de Todos, tendo sido co-autor na edição do Livro A Ilha de Moçambique na Alma dos poetas de Autoria de Paulo Pires Teixeira.
 
Em 2016 publicou a colectânea  A Ilha Insólita através da Alcance Editores em Moçambique.
 
Em 2017 participou no IV Encontro de Poetas da Líhgua Portuguesa  em Lisboa ,tendo sido o principal orador.
 
Em 2018 participou ne Edição da  Antologia do V Encontro de Poetas da Língua Portuguesa com a publicação de dois poemas alusivos à Ilha de Moçambique.

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Setembro de 2020


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Hirondina Joshua, Jorge Vicente, Loreley Haddad de Andrade, Maria Estela Guedes, Myrian Naves


Colaboradores de Setembro de 2020:

Henrique Dória, Adelto Gonçalves, Alejandra Correa ; Rolando Revagliatti, entrevista, Álvaro Alves de Faria, Antônio Torres, Bárbara Lia, Beatriz Aquino, Caio Junqueira Maciel, Carlos Eduardo Matos, Carlos Pessoa Rosa, Cecília Barreira, Clécio Branco, Danyel Guerra, Edna Bueno, Faysal Rouchdi, Federico Rivero Scarani, Fernando Andrade, Fiori Esaú Ferrari, Guilherme Preger, Henrique Dória, Jaime Munguambe, José Eduardo Degrazia, Lau Siqueira, Leila Míccolis, Leonardo Almeida Filho, Luís Correia Mendes, Mabanza Xavier Esteves Kambaca, Marinho Lopes, Miguel Ângelo, Milton Lourenço, Myrian Naves, Myrian Naves, org.; arrudA, Nilma Lacerda, Rafael Flores Montenegro, Rafael Rocca dos Santos, Ricardo Ramos Filho, Ronaldo Cagiano, Ronaldo Werneck


Foto de capa:

HIERONYMUS BOSCH, 'Cutting the stone' (circa 1494)


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR