ANO 8 Edição 92 - Maio 2020 INÍCIO contactos

Flávio Machado


Seis poemas    

gare da Carioca

 

despeço-me todos os dias
depois de desembarcar na estação carioca do metro atravessando a rio branco
dos mesmos personagens de sempre

 

o homem que estimo ter a minha idade vendendo tabletes de polenguinho
a senhora mais velha arrumando caixas como se estivesse na cozinha de uma espaçosa casa
colocando água em doze potes para os vários gatos que alimenta

 

em cadeira de rodas se discute os jogos de futebol do dia anterior
a vendedora com manequins sem braços 
vênus improváveis

 

experimento o vazio absoluto.

 

 

 

 

 

 

um dia...

 

dois jacarés em menos de dois dias apareceram na cidade
a população espantada perguntou-se:
haveria uma invasão de jacarés em curso?

 

os jacarés cansaram de viver no mesmo aborrecido lugar
tal qual o velho homem que um dia resolveu fugir de casa
para realizar um antigo sonho de infância.

 

 

 

 

 

 

poema de circunstâncias

 

           “todos os meus olhares são de adeus” – Mario Quintana

 

descasco camadas da pele
até que transparente
revele mais do que artérias
músculos
revele a própria alma

 

II

 

contido na visão do condenado
reside o mais amplo dos significados

 

III

 

pela ausência de passado
pela eterna vã esperança de futuro
quando poderíamos ser qualquer coisa

 

IV

 

falsas impressões de liberdade
por ela tecemos graças
prisão disfarçada
para enganos humanos.

 

 

 

 

 

 

jardim interior

 

o que mata o amor não é em essência
o abandono

 

o que mata o amor
é o olhar vazio de quem nos é indiferente.

 

 

 

 

 

 

arte poética

 

Deus livre - me de dizer tudo nos poemas
correr o risco de escrever relatórios

 

antes nada saber
antes ter sempre algo a dizer
evitar a burocrata poesia dos poetas que dizem tudo.

 

 

 

 

 

 

canção de outono para Mario Quintana

 

não nos separemos apesar dos muros
o sonho atravessou a madrugada
raiou com o dia a crença de sermos mais fortes unidos

 

o outono cruza a linha da morte
cantarei mais do que as flores
até que floresça sobre os muros a vida.

 

 

Flávio Machado: poeta brasileiro nascido no Rio de Janeiro em 1959. Participou dos movimentos do final dos anos 70 e início dos anos 80. Colaborou com vários órgãos da imprensa alternativa e participou de diversas Antologias Literárias. Publicou os livros: Sala de Espera (2003), pela Editora Blocos, livro azul de haicai (2013), pela Editora CBJE, Provisórios (2014), este lado para cima e à margem – volume 1 (2015) e à margem – volume 2 (2016), todos pela Editora LiteraCidade, e Livro Branco – 2017 pela Editora Pará.Grafo e Livro Amarelo – 2018 pela Editora Ixtlan. Hoje radicado em Cabo Frio/RJ. É Engenheiro Agrônomo e de Segurança do Trabalho, casado, quatro filhos e dois netos.

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Maio de 2020


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Loreley Haddad de Andrade, Maria Estela Guedes, Myrian Naves


Colaboradores de Maio de 2020:

Henrique Dória, Adán Echeverria, Adelto Gonçalves, Adrian’dos Delima, Antônio Lázaro de Almeida Prado, Antônio Torres, Beatriz Aquino, Caio Junqueira Maciel, Camila Olmedo, Cássio Amaral, Cecília Barreira, Claudia Vila Molina, Deusa d’África, Eduardo Madeira, Eduardo Rennó, Ester Abreu Vieira de Oliveira, Fábio Pessanha, Federico Rivero Scarani, Flávio Machado, Flávio Sant’Anna Xavier, Henrique Dória, Hermínio Prates, Hirondina Joshua, Júnior Cruz, Lahissane, Leila Míccolis, Lourença Lou, Luís Giffoni, Marinho Lopes, Matheus Peleteiro, Moisés Cárdneas, Nilda Barba, Paulo de Toledo, Paulo Martins, Ricardo Ramos Filho, Waldo Contreras López


Foto de capa:

YUE MINJUN, 'Hats series: Armed forces', 2005 || AI WEIWEI, 'White House - The Skateroom', s/d


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR