ANO 8 Edição 92 - Maio 2020 INÍCIO contactos

Lahissane


Poemas V    

Sonhos

 

Se um dia
ver o sol nascer
e eu crescer, quero tornar-me
numa lua para trilhar os céus em pé descalço.

 

Ser sol
e reluzir os meus caminhos
os caminhos longos do meu futuro.

 

E quando a noite bater
a porta da minha alma
quero fechar os meus olhos
viajar, sonhar o mundo das borboletas
que vagam como pirilampos no céu alvor do meu olhar.

 

 

 

 

 

 

Há uma lua nos olhos da Maria

 

Vi uma lua cheia
percorrendo o interior do teu olhar,
ela parecia uma gaivota de plumagem
colorida, andando pelo céu azul.

 

Quando vi a lua no teu olhar, Maria
meu coração ressuscitou e começou a sorrir
como se fosse um girassol, quando ergue as suas pétalas
para dar um beijo ao sol da manhã,
meu coração dançou, dançou a música da paixão sem deter.

 

Maria,
agora estou louco demais e nada mais desejo
além de seguir a lua cheia que percorre
o interior do teu olhar, seguir para a eternidade
pois não quero mais o negrume nos olhos do meu coração.

 

Quero essa lua, para brilhar o seio da minha palhota
nas noites silvestres da minha terra
essa lua cheia, que cheira a amor
essa lua cheia, que cheira a flor.

 

 

 

 

 

 

Um passeio pelo Índico 

 

Eu pouso meus pés descalços
no céu leve e azul do Índico
trilho-o vagamente como uma borboleta
deitando-se sobre as flores de dilúculo.

 

Solto a minha alma
deixo-a viajar pelos ares agrestes
pelas ondas das praias
pelos cimos das montanhas
pelas verdes copas dos altos coqueiros.

 

E os meus olhos sem cores fazem mil
viagens quando beijam a luminosidade
da lua cabal e silvestre
viagens giras que geram poemas açucarados,
odorantes que os frutos do campo.

 

Eu, a minha alma e os meus olhos
somos viajantes,
viajamos pela manhã na companhia
dos belos cânticos dos pássaros pomposos
viajamos a sorrir como o sol do poente
quando deita-se nas águas oceânicas.

 

 

Lahissane é norme artistico de Lucas Silvestre Maxlhaieie. Nasceu em Maputo, Capital de Moçambique, a 04 de Maio de 1987 e vive na Província de Gaza. Licenciado em direito, pela Escola Superior de Economia e Gestão-ESEG, é jurista e professor primário na Vila de Caniçado Guijá. Coautor das Antologias Internacionais “Numa Linguagem e Numa Sinfonia” Galiza-Moçambique de género poético e “Coletânea Inspiração” de poesias, contos e crónicas com participação de vários países, editada pela Editora Gaya do Brasil. Em 2017, recebeu prémio de Destaque literário no 27ᵒ Concurso Internacional de poesia ALPAS 21, Brasil. Autor da coletânea de poesia “Os Pores-do-Sol” ainda não editada. Publica nas revistas nacionais e internacionais como: Mahungo, Soletras, Xitende, Jornal Correio da Palavra e Incomunidade. É membro da Associação Cultural Xitende e promotor de festivais de poesia entre as escolas secundárias da Província de Gaza.

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Maio de 2020


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Loreley Haddad de Andrade, Maria Estela Guedes, Myrian Naves


Colaboradores de Maio de 2020:

Henrique Dória, Adán Echeverria, Adelto Gonçalves, Adrian’dos Delima, Antônio Lázaro de Almeida Prado, Antônio Torres, Beatriz Aquino, Caio Junqueira Maciel, Camila Olmedo, Cássio Amaral, Cecília Barreira, Claudia Vila Molina, Deusa d’África, Eduardo Madeira, Eduardo Rennó, Ester Abreu Vieira de Oliveira, Fábio Pessanha, Federico Rivero Scarani, Flávio Machado, Flávio Sant’Anna Xavier, Henrique Dória, Hermínio Prates, Hirondina Joshua, Júnior Cruz, Lahissane, Leila Míccolis, Lourença Lou, Luís Giffoni, Marinho Lopes, Matheus Peleteiro, Moisés Cárdneas, Nilda Barba, Paulo de Toledo, Paulo Martins, Ricardo Ramos Filho, Waldo Contreras López


Foto de capa:

YUE MINJUN, 'Hats series: Armed forces', 2005 || AI WEIWEI, 'White House - The Skateroom', s/d


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR