ANO 6 Edição 84 - Setembro 2019 INÍCIO contactos

Conselho Editorial


Eventos e Lançamentos editoriais    

Eventos:

 

1.
Portugal
Feira do Livro do Porto - 2019

 

 

https://www.facebook.com/feiradolivrodoporto.cmp/
http://www.cm-porto.pt/feiradolivro

 

 

2.
Brasil – Itália
III Congresso Internacional
LÍNGUAS, CULTURAS E LITERATURAS EM DIÁLOGO:
IDENTIDADES PLURAIS

 

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP/Araraquara)

UNIVERSITÀ DEGLI STUDI DI PERUGIA
CILBRA – Centro Studi Comparati Italo-Luso-Brasiliani

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

 

 

CHAMADA DE INSCRIÇÃO DE SIMPÓSIOS

 

III Congresso Internacional
LÍNGUAS, CULTURAS E LITERATURAS EM DIÁLOGO:
IDENTIDADES PLURAIS

 

Araraquara, 5 a 7 de agosto de 2020

 

Como desdobramento do que foi proposto no I e no II Congresso Internacional Línguas, Culturas e Literaturas em Diálogo, cujos subtemas foram, respectivamente, “Identidades em movimento” (realizado em 2016, na Università degli Studi di Perugia, Itália) e “Identidades silenciadas” (realizado em 2018, na Universidade de Brasília), nos quais foram apresentadas pesquisas, estudos e reflexões sobre as migrações, suas consequências e reflexos sobre a vida das pessoas e dos povos envolvidos em processos migratórios, sobretudo no que tange às vozes marginalizadas, obscurecidas ou silenciadas nos processos de mobilidade histórico-geográfica e econômico-social, desejamos propor agora a edição do III Congresso Internacional Línguas, Culturas e Literaturas em Diálogo, cujo foco se concentrará nas “Identidades plurais”. Nesse sentido, a ótica de estudo poderá ser sincrônica ou diacrônica, já que muitos dos fenômenos aos quais assistimos hoje ligam-se a origens e causas que remontam ao passado histórico dessas comunidades plurais.

 

As imigrações sempre acompanharam a história humana, mas, talvez nunca como no presente, elas assumiram proporções de um verdadeiro êxodo, com populações inteiras que se deslocam pelo mundo à procura de uma possibilidade qualquer de existência. Se o fenômeno da globalização abriu as portas aos mercados por toda a parte, o mesmo não ocorreu em relação às pessoas e a uma parte considerável de grupos e nações, que não pode desfrutar do desenvolvimento dos meios modernos de transporte e comunicação, encontrando-se, assim, cada vez mais marginalizada.

 

Sob outro ângulo, nos países que se formaram em decorrência de processos coloniais como o Brasil, as nações africanas e de toda a América, os vários grupos socioculturais envolvidos desenvolveram modalidades de convivência que deram origem, ao longo dos séculos, a uma sociedade multicultural e multiétnica na qual nem todos conseguiram desfrutar dos mesmos direitos de cidadania e nem todos são igualmente respeitados. Entre as vozes silenciadas, no caso dos países latino-americanos, podemos citar, por exemplo, o caso dos índios originários do continente, os vários africanos que chegaram como escravos, os imigrantes vindos de diversos continentes, os pobres condenados por uma urbanização selvagem a viver em periferias degradadas, as mulheres às quais não se reconhecem os mesmos direitos dos homens, as crianças exploradas, os idosos, as identidades ligadas aos grupos LGBTQ+ e todos aqueles que não podem ser absorvidos pela sociedade de consumo e que, por isso, são descartados, em evidente desrespeito à multiculturalidade dos povos ex-colonizados e à pluralidade que a compõe.

 

Em tal processo de guetificação, o conceito de limite ou fronteira é fundamental, seja ele entendido como territorial (entre regiões ou entre países distintos), seja sociocultural (entre grupos internos que exprimem línguas, culturas e ideologias distintas da canônica, ou concebida como tal).

 

Nesse sentido, as línguas e as literaturas são terreno fértil para se observar os intercâmbios e os fenômenos de hibridização, contaminação e fusão entre tradições, ou mesmo de atrito e disputa entre aquilo que é considerado parte do cânone nacional e aquilo que o confronta, voluntária e involuntariamente, com a inserção de pontos de vista conflituosos em relação àquele hegemônico.

 

É preciso esclarecer que a noção de "hibridização cultural" não deve levar a mascarar e/ou apagar as origens dos elementos típicos e autênticos, constitutivos das realidades culturais plurais em análise. Em tal ótica, inserem-se também o debate sobre a tradução como processo de enunciação e intepretação das diferenças que não são apenas linguísticas, mas que são, sobretudo, políticas e culturais.

 

Considerando-se essa temática, serão aceitos trabalhos que tratem de assuntos no âmbito da Lusitanística e da Brasilianística, inclusive em clave comparatista, bem como, num espectro mais amplo, de assuntos que envolvam os Estudos Linguísticos, os Estudos Literários e os Estudos Culturais.

 

 

INFORMAÇÕES SOBRE INSCRIÇÃO DE SIMPÓSIOS

 

Estão abertas até 30/09/2019 as inscrições de Simpósios relacionados à temática proposta no III Congresso Internacional Línguas, Culturas e Literaturas em Diálogo: identidades plurais.

 

Normas:

 

Os interessados em remeter propostas de organização de Simpósios para o III Congresso Internacional Línguas, Culturas e Literaturas em Diálogo: identidades plurais poderão fazê-lo até o dia 30/09/2019. As propostas devem ser enviadas por e-mail, respeitando o seguinte formato:

 

1)      Título do Simpósio destacado em caixa alta, em negrito;~

 

2)      Nome, titulação, e-mail e Instituição dos Organizadores (de dois a três professores doutores, preferencialmente de pelo menos duas instituições diferentes);

 

3)      Resumo da proposta do Simpósio (até 2000 caracteres);

 

4)      Palavras-chave (até 5);

 

5)      Referências Bibliográficas, se for o caso;

 

6)      Fonte: Times New Roman, tamanho 12, espaço 1/5;

 

7)      IMPORTANTE: Os coordenadores de simpósios estarão isentos do pagamento da inscrição.

 

E-mail para envio das propostas de Simpósio: lcldialogo3@gmail.com

 

Comissão Organizadora
Antônio Donizeti Pires (UNESP/Araraquara) – Coordenador

 

Maria Lúcia Outeiro Fernandes (UNESP/Araraquara)

 

Giovanna Longo (UNESP/Araraquara)

 

Marina Célia Mendonça (UNESP/Araraquara)

 

Paula de Paiva Limão (UNIPG - Itália)

 

Vera Lúcia de Oliveira (UNIPG - Itália)

 

Alexandre Pilati (UnB)

 

Eloisa Pilati (UnB)

 

Solange Fiuza (UFG)

 

Wilson Flores (UFG)

 

Helena Bonito (Universidade Mackenzie)

 

Comissão Científica

 

Alexandre de Melo Andrade (UFS/São Cristóvão)

 

Alexandre Pilati (UnB)

 

Ana Maria Lisboa de Mello (PPG – UFRJ)

 

Antônio Donizeti Pires (UNESP/Araraquara)

 

Antonio Manuel Ferreira (Universidade de Aveiro)

 

Arnaldo Saraiva (Universidade do Porto)

 

Benedito Antunes (UNESP/Assis)

 

Brunno Vinicius Gonçalves Vieira (PPGEL – UNESP/Araraquara)

 

Carlo Pulsoni (UNIPG – Itália)

 

Cinthia Galelli (UNESP/Araraquara)

 

Claudia Maria Ceneviva Nigro (UNESP/São José do Rio Preto)

 

Cristiane Rodrigues de Souza (UFMS/Três Lagoas)

 

Edvaldo Bergamo (UnB)

 

Eleonora Zillel (UFRJ)

 

Eloisa Pilati (UnB)

 

Else Vieira (Queen Mary University – Inglaterra)

 

Francisco Topa (Universidade do Porto)

 

Giorgio De Marchis (Università Roma Tre)

 

Giovanna Longo (UNESP/Araraquara)

 

Helena Bonito (Universidade Mackenzie)

 

Ida Alves (UFF)

 

Isabel Araújo Branco (Universidade Nova de Lisboa)

 

Jean Cristtus Portela (PPGLLP – UNESP/Araraquara)

 

Márcia Valéria Zamboni Gobbi (UNESP/Araraquara)

 

Maria Celeste Tommasello Ramos (UNESP/São José do Rio Preto)

 

Maria Célia de Moraes Leonel (UNESP/Araraquara)

 

Maria Lúcia Outeiro Fernandes (UNESP/Araraquara)

 

Marina Célia Mendonça (UNESP/Araraquara)

 

Mário Frungillo (UNICAMP)

 

Matheus Nogueira Schwartzmann (UNESP/Assis)

 

Natali Fabiana da Costa e Silva (UNIFAP)

 

Osvaldo Silvestre (Universidade de Coimbra)

 

Paula de Paiva Limão (UNIPG - Itália)

 

Paulo César Andrade da Silva (UNESP/Araraquara)

 

Roberto Vecchi (Università di Bologna)

 

Rodolfo Franconi (Dartmouth College – USA)

 

Rogério Canedo (UFG)

 

Solange Fiuza (UFG)

 

Vagner Camilo (USP)

 

Vânia Chaves (Universidade de Lisboa)

 

Vera Lúcia de Oliveira (UNIPG - Itália)

 

Wilson Flores (UFG)

 

Contatos:
lcldialogo3@gmail.com
 

 

3.
Brasil

 

Feira do Livro de Osório, Rio Grande do Sul

 

 
A Feira do Livro de Osório, no Rio Grande do Sul, acontece a partir de 25 a 30 de novembro de 2019, na cidade de Osório que recebe a 34ª edição da Feira do Livro.

 

1. ‎ Delalves Costa, colaborador de InComunidade, é o patrono da Feira do Livro de Osório, Rio Grande do Sul, que acontece a partir de 25 a 30 de novembro de 2019, a cidade de Osório recebe a 34ª edição da Feira do Livro.

 

Delalves Costa (13 de dezembro, 1981 – Osório, RS) possui nove livros publicados, um na área pedagógica e oito no gênero poesia, sendo o mais recente extemporâneo (Coralina, 2019), habilitado para concorrer ao Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2019. Também tem publicação em diversas coletâneas e plataformas literárias impressas e digitais, como nas revistas e portais digitais Pé de Moleque Livros, Mallarmargens, Ruído Manifesto, Literatura & fechadura, InComunidade, Bibliofiliacotidiana. É membro sócio-fundador da Academia dos Escritores do Litoral Norte (AELN/RS) e sócio da Associação Gaúcha de Escritores (AGES). O crítico Eduardo Jablonski escreveu O Hermético na poesia de Delalves Costa (Class, 2018), um estudo crítico sobre a poesia do autor, no qual o descreve como um dos expoentes da nova geração da literatura contemporânea sul-rio-grandense. É um dos 60 autores selecionados para o Projeto Autor Presente 2019, do Instituto Estadual do Livro do RS.

 

 

É Mestre em Educação pela Uergs, Graduado em Letras Licenciatura Plena Português e Literatura Portuguesa pela Unicnec. Profissionalmente, atua como Professor de Português, Literatura e Metodologia de pesquisa na rede estadual de ensino. Tem publicado ensaios nas revistas de circulação nacional Conhecimento Prático/Língua Portuguesa e Conhecimento Prático/Literatura e artigos de cunho científico em revistas e livros acadêmicos. Palestrante nos campos do ensino e da literatura e pesquisador acerca da cultura loco-regional do Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

 

 

2.
Lançamentos:

 

Portugal

 

Estela Guedes – Feira do Livro do Porto

 

 

Livro: Clitoris

 

Autora: Estela Guedes

 

Gênero: Poesia

 

País: Portugal

 

Local: Feira do Livro do Porto 2019 – Jardins do Palácio de Cristal

 

Data: 13.09, 18hs,

 

Local: Pavilhão 22

 

 

Brasil
1. Lançamento:

 

Pele de Jabuticaba. Caio Junqueira Maciel

 

 

Obra: Pele de Jabuticaba

 

Autor: Caio Junqueira Maciel

 

Editora Urutau

 

Gênero: Poesia

 

País: Brasil

 

Ano: 2019

 

Data: 21.09

 

Local: Belo Horizonte – MG

 

Myrian Naves, pelo Conselho Editorial

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Setembro de 2019


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de Setembro de 2019:

Henrique Prior, Adán Echeverría, Adelto Gonçalves, Atanasius Prius, Bruno Flores, Caio Junqueira Maciel, Carmen Rosa Orozco, Conselho Editorial, Eloésio Paulo, Gilda Nunes Barata, Gonçalo B. de Sousa, Henrique Dória, Hermínio Prates, Jorge Bateira, Jorge Vicente, Krishnamurti Goés dos Anjos, Leila Míccolis, Luiz Roberto Guedes, Marco Aurélio de Souza, Marinho Lopes, Moisés Cárdenas, Ricardo Ramos Filho, Suely Bispo, Thássio Ferreira, Waldo Contreras López


Foto de capa:

PAUL GAUGUIN, 'La sieste' (1892-1894)


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR