ANO 5 Edição 81 - Junho 2019 INÍCIO contactos

Edson Cruz


Poemas    

BIBLIOTECAS



A biblioteca do pai de Borges
foi o fato capital de sua vida.
Ele nunca saiu dela, disse.


Em minha casa nunca tive
livros.
O fato capital de minha vida
é não ter tido pai.


Minha mãe foi minha biblioteca.
Ensinou-me tudo.
Nunca saí dela.
Era analfabeta e deveria
ter se chamado Alexandria.

 

 

 

 

 

 

LÁGRIMAS

 

Ano Bom Arzila Ormuz Azamor
Ceuta Flores AgadirSafim
Tanger Acra Angola Mogador


Aguz Cabinda Cabo Verde Arguim
São Jorge da Mina Fernando Pó
Costa do Ouro Portuguesa Zanzibar


Melinde Mombaça Moçambique
Guiné Portuguesa Macassar
Quíloa São Tomé e Príncipe Mascate


Fortaleza de São João Baptista de Ajudá
SocotoráZiguinchor Bahrain Paliacate
Alcácer-Ceguer Bandar Abbas Cisplatina


Ceilão Laquedivas Maldivas Baçaim
CalecuteCananorChaul Chittagong
CochimCranganorDamão Bombaim


Dadrá e Nagar-AveliDamãoMangalore
Diu Goa HughliNagapattinam
CoulãoThoothukudiSalsetteMasulipatão


Surate Nagasaki Timor-Leste
São Tomé de Meliapore Mazagão
Malaca Molucas Guiana Francesa


Nova Colónia do Sacramento Bante
Brasil
Macau

 

Portugal
Oh sal que corrói a pele de nossas almas.

 

 

 

 

 

 

PALIMPSESTO

 

toda poesia já
escrita

 

não se equipara
a toda poesia

 

inscrita
a poesia jaz

 

 

 

 

 

 

INSÍGNIA


habito
este mundo


ave do paraíso
sem pernas


rascunho
que não pousa


nunca

 

 

 

 

 

 

EPIFANIA


um girassol ilumina
o silêncio


das coisas sem voz
dos seres sem vez


de tudo que nunca
veio a ser

 

 

 

 

 

 

BONSAIS


Sabiá trinando.
Parece que a vida toda
carmim se aveluda.

 

As copas das árvores
varrem as nuvens do céu.
Bafejo de zéfiro.

 

Névoa no campo-santo.
Os que se despedem
dos que partem
quanto tempo ainda
viverão?

 

[lendo o Diálogo entre um Venerável e um Homem Não Iluminado de Nichiren Daishonin]

 

 

 

 

 

 

DE TRÊS DEDOS


Geometrias rasuradas
nos gramados
da memória.
Uma coruja sobre
um ângulo reto.
O gol vazio e quieto.

 

 

 

 

 

 

POE LENDO HERÁCLITO


O rio continua fluindo.
O pássaro-preto bicando a porta.
O relógio tiquetaqueando.
E as perguntas, ainda sem respostas.

 

 

 

 

 

POESIA


A dança das imagens entre as palavras.
A viagem de volta ao desconhecido.
Aquilo que concerne ao cerne do ser.
A linguagem dos pássaros sem voz.
A hesitação sem a redenção do êxito.
O enunciado do ser travestido em vocábulos.
A ordem do ente na desordem dos seres.
Emoção recuperada no deserto da história.
A ação e o efeito de fingir-se sendo.
Parcas arrependidas uivando pela vida.
Desígnio de deuses esquecidos.
A pureza selvagem do espúrio.
Tudo o que se perde com a conceituação.

 

[Poemas presentes na antologia poética O canto verde das maritacas, Editora Patuá, 2016]

(foto de Ninil)

 

Edson Cruz é poeta, crítico e editor do portal MUSA RARA (www.musarara.com.br). Graduado em Letras pela USP, publicou quatro livros de poesia, uma adaptação em prosa do clássico indiano Mahâbhâratae um livro de depoimentos sobre o que seria a poesia, Musa Fugidia a poesia para os poetas(Editora Moinhos). Seu poemário, Ilhéu (Editora Patuá), foi semifinalista do Prêmio Portugal Telecom 2014. Lançou, em 2016, O canto verde das maritacas (Editora Patuá). Em 2019, lançou Trabucada (Editora Terracota), infantojuvenil para todas as idades. E-mail: sonartes@gmail.com

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Junho de 2019


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de Junho de 2019:

Henrique Dória, Conselho Editorial, Adán Echeverría, Adelto Gonçalves, Alberto Bresciani, Amanda Avils ; Nilo da Silva Lima, trad., Beatriz H Ramos Amaral, Caio Junqueira Maciel, Calí Boreaz, Carlos Barbarito, Carlos Orfeu, Cecília Barreira, Cinthia Kriemler, Edson Cruz, Flávio Sant’Anna Xavier, Frederico Klumb, Graciela Perosio, Hermínio Prates, Joaquim Maria Botelho, Jorge Vicente, José Arrabal, Krishnamurti Goés dos Anjos, Leila Míccolis, Leonardo Almeida Filho, Lino de Albergaria, Manuel Casqueiro, Maria Estela Guedes, Marinho Lopes, Moisés Cárdenas, Montserrat Villar González, Ngonguita Diogo, Reynaldo Barreto de Moraes e Castro, Ricardo Ramos Filho, Silvana Menezes, Tiago D. Oliveira, Waldo Contreras López, Walter Cabral de Moura


Foto de capa:

DIEGO RIVERA, 'The marriage of the artistic expression of the North and of the South on this continent (Pan American Unity)', 1940


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR