ANO 5 Edição 80 - Maio 2019 INÍCIO contactos

Diniz Gonçalves Júnior


Poemas    

no filme de Wim Wenders os peixes moram no deserto
as bandeiras estão sempre escondidas no porão 
as cores desbotam em velhas máquinas de lavar 
a vida é um fio trapezista na fronteira do Texas 
as mulheres usam jeans com remendos amarelos 
os anjos de gesso não são esculpidos por Aleijadinho 
os aquários estão cheios de areia 
os camaleões vestem sempre a mesma pele

 

*

 

 

 

 

 

 

Estrada Velha 


carrinho de 
rolimã tira 
lasca da ladeira 
uma dança em 
ziguezague quase 
queda à beira do 
meio-fio cáries do 
ar constelações de 
estilhaços caminho 
da boca do mar

 

*

 

 

 

 

 

 

ifá


não apague a passagem do tempo 
flor de ventanias colhidas no dia 
lago de narciso, beira de abismo 
nas contas do colar; ifá

 

*

 

 

 

 

 

 

ela, vesguinha da vila ema 
ele, nanico do tucuruvi 
se conheceram no tatuapé 
antes da chuva soltar os cabelos

 

*

 

 

 

 

 

 

avenida doutor arnaldo


demolidora formosa
li naquele caminhão 
devolvemos a sua 
amada
em suaves prestações
do que foi feita a barraca de flores
a ideia num papel rabiscado 
vinte ripas de madeira 
lona azul, poucos metros 
sete dúzias de amores-perfeitos 
dezessete vasinhos de cactos 
quarenta rosas colombianas 
no radinho estão voltando as 
flores nessa manhã tão linda 
a dona conta o dinheiro miúdo
cheiro de chuva e sol deve ser 
casamento de espanhol 
cinco horas
outro congestionamento
os carros
quase todos prateados, olha um branco 
e se fôssemos peixes num aquário interditado?

 

*

 

 

 

 

 

 

Un Vestido Y Un Amor


De calcinha e camisa do river
você se insinua ouvindo fito paez.

Atrapalho-me ao desligar a tv cor-de-laranja:
monges lutando com bambus,
facas paraguaias, nevasca no hotel overlook.

Um pôster de felicity jones, o tapete persa 
do seu triângulo sem bermudas, miados 
da gata vira-lata, musgo na banheira rosa,
um anúncio do conhaque fernet:

e a madrugada é um olho de vidro coberto 
pelo vapor dos bueiros.

 

Diniz Gonçalves Júnior: Autor de “Decalques” ( 2008 ) e “Concha Acústica” ( 2012 )
Textos publicados em diversas revistas, jornais e sites literários.

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Maio de 2019


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de Maio de 2019:

Henrique Dória, Adelto Gonçalves, arrudA, Caio Junqueira Maciel, Camila Ferrazzano, Carlos Barbarito, Cecília Barreira, Diniz Gonçalves Júnior, Elizabeth Hazin, Fernando Andrade, Frederico Klumb, Geraldo Oliveira Neto, Graciela Perosio ; Rolando Revagliatti, Heleno Álvares, Hermínio Prates, Humberto Guimarães, Ieda Estergilda de Abreu, Jacob Kruz, Jayme Reis; Myrian Naves, Jean Narciso Bispo Moura, José Manuel Morão, Leila Míccolis, Leonardo Almeida Filho, Leonardo Bachiega, Luiz Otávio Oliani, Marcelo Frota, Marinho Lopes, Matheus Guménin Barreto, Moisés Cárdenas, Myrian Naves, pelo Conselho Editorial., Noélia Ribeiro, Octavio Perelló, Waldo Contreras López, Wélcio de Toledo


Foto de capa:

FRANCESCO DEL COSSA e outros colaboradores, 'Maggio', 1468-1970.


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR