ANO 5 Edição 78 - Março 2019 INÍCIO contactos

HENRIQUE DÓRIA


EDITORIAL: BOLSONORO, VERGONHA DO BRASIL    

Bolsonaro encontra-se em visita aos Estados Unidos de América para visitar o seu ídolo  Donald Trump, o Idiota. A visita começou como se esperava: com o desprezo do ídolo pelo idólatra.

 

Trump que se humilhou até ao ridículo perante o ditador que desgoverna a Coreia do Norte, não se dignou sequer receber Bolsonaro à saída do avião que o levou aos EUA, tendo mandado um individuo qualquer para o receber fazendo as vezes de porteiro.

 

Mas Bolsonaro não deu pela humilhação nem se ficou por aí: fez uma visita à CIA, que espiou o governo de Dilma com escutas contra a segurança do Estado Brasileiro, demonstrando que na Presidência da República Brasileira não está um patriota, como ele diz, mas um pau mandado da CIA.

 

Mais uma vez se prova que o objetivo de quem o colocou na Presidência do Brasil era apoderar-se das riquezas brasileiras, em particular do seu petróleo, e que Bolsonaro está a seguir esse objetivo à risca, vendendo ao desbarato as riquezas do Brasil à América, potência decadente governada por um louco ignorante.

 

O primeiro jantar de Bolsonaro no Brasil não foi sequer com Trump, mas com Steve Bannon e Olavo de Carvalho e outros agentes secundários da política ianque, mandaretes e lobistas dos fabricantes de armas americanos, demonstrando Trump, também com isso, o desprezo a que vota Bolsonaro.

 

Entretanto, Eduardo, filho de Bolsonaro, afirma que os emigrantes brasileiros são a vergonha do Brasil.

 

Seria bom que os brasileiros que tiveram de emigrar para Portugal a fim de fugirem à violência e à miséria, mas que votaram em Bolsonaro, atentassem no verdadeiro caráter desse individuo e seus filhos.

 

Finalmente, Olavo de Carvalho, que alguns afirmam ser o guru de Bolsonaro ( como se um individuo com o QI de Bolsonaro fosse capaz de aprender algo de inteligente), afirmou que o vice-Presidente “Mourão é um idiota”, criticando asperamente os militares brasileiros, certamente por não lhe fazerem a vontade e não terem instituído no Brasil um regime  do género do regime de Pinochet no Chile.

 

Não duvidamos que Olavo de Carvalho e a CIA estão trabalhando nesse sentido.

 

Colocando a cereja sobre o bolo, Bolsonaro deu à CIA e ao complexo militar industrial americano aquilo que constitui uma verdadeira traição à pátria brasileira: a troco de nada, deu-lhes a base de Alcântara, no Maranhão, neste momento o melhor local do mundo para lançamento de satélites.

 

E fê-lo abdicando da soberania do Brasil sobre uma parte essencial do seu  território, permitindo que os senhores da CIA e do complexo militar industrial americano a ela acedam e façam nela, e no caminho para ela, o que entenderem sem o mínimo controle do Estado Brasileiro sobre o que eles fazem, o que, num ato de defesa da pátria brasileira lhes tinha sido negado por todos os governos anteriores aos do próprio PT.

 

Que têm o Congresso dos Deputados, o Senado e o Supremo Tribunal Federal a dizer a isto?

 

 

 

 

HENRIQUE DÓRIA

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Março de 2019


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de Março de 2019:

HENRIQUE DÓRIA, Adán Echeverría, Adelto Gonçalves, André Nogueira, Artur Alonso, Augusto César, Berta Lucia Estrada, Caio Junqueira Maciel, Fabián Soberón, Fernando Maia da Motta, Gabre Valle, Gerardo Burton; Rolando Revagliatti, I Mulherio das Letras, Joel Henriques, Jorge Castro Guedes, Jorge Elias Neto, Jorge Miranda, José Ioskyn, Leila Míccolis, Luís Henriques, Luísa Demétrio Raposo, Maraíza Labanca, Maria Manuela Jardim, Marinho Lopes, Nayara Fernandes, Nuno Rau, Octavio Perelló, Ricardo Alfaya, Ricardo Ramos Filho, Rocío Prieto Valdivia, Thiago Ponce de Moraes, Zetho Cunha Gonçalves


Foto de capa:

'Frevo', Cândido Portinari, 1956


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR