ANO 5 Edição 74 - Novembro 2018 INÍCIO contactos

Nagat Ali


SOBRE OS TABUS E A ESCRITA

Não podemos ignorar o impacto da Revolução Egípcia na literatura e nas pessoas criativas no Egito, especialmente na geração jovem. Como a Revolução, quebrou-se a barreira do medo, e a nova geração de escritores está a quebrar muitos tabus em seus textos. Se considerarmos os tabus políticos, há uma longa e prolongada batalha entre o criador que está procurando um espaço aberto de liberdade e entre uma sociedade fechada que restringe a expressão.


Penso que é muito complicado para qualquer escritor falar sobre tabus no mundo árabe. Temos três tabus: religião, política e sexo - três questões que os escritores devem enfrentar.
Entendo que o maior desafio para qualquer autor é a falta de liberdade por causa da opressão política, um problema no mundo árabe. Isso aparece nos textos de romancistas que criticam o regime indiretamente por meio de metáforas e símbolos em seus escritos. Apesar disso, o Egito goza de relativa liberdade em comparação com outras nações árabes. Outro desafio para os escritores é o aumento do extremismo religioso presente hoje e a disseminação do wahabismo saudita, fora dos estados do Golfo ao redor do mundo árabe. A tolerância religiosa pela qual o Egito era conhecido foi lentamente corroída.


É claro que, como escritora, enfrento desafios maiores do que um escritor masculino. A comunidade árabe é conservadora e tradicional, e julga duramente as mulheres que escrevem criativamente. Há uma confusão entre a escrita criativa e as memórias. Como resultado, a escrita feminina tende a ser considerada principalmente autobiográfica. Assim, a escritora confronta-se com muitas questões pessoais sobre sua vida.


Pessoalmente, eu tenho sofrido muito com esse tipo de perguntas sobre meus poemas. Às vezes, os amigos perguntam-me: no teu poema estás a falar sobre isso e aquilo? Estás a falar de novo amor? Quem é o amante?


Normalmente, a minha resposta a essa pergunta é riso, ou ironia, ou sarcasmo. Eles não conseguem entender o que é a escrita criativa: algo baseado na imaginação, não um registo da realidade.


Como poeta, não estou preocupada com os três tabus, mas estou preocupada com a ideia de quebrar um tabu estético. A minha preocupação é como ter uma voz original na minha poesia. A tarefa do artista ou escritor é não andar em linha reta, ou adorar as formas tradicionais da literatura.Um Poeta é o criador da linguagem e é, também, o primeiro rebelde contra ela.

Nagat Ali

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Novembro de 2018


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de Novembro de 2018:

Henrique Dória, Adán Echeverría, Adelto Gonçalves, Adriane Garcia, Sérgio Fantini, org., Angela Maria Zanirato Salomão, Caio Junqueira Maciel, Carlos Alberto Gramoza, Carlos Matos Gomes, Federico Rivero Scarani, Guido Viaro, Jandira Zanchi, Jorge Castro Guedes, Julio Inverso ; Federico Rivero Scarani, Krishnamurti Goés dos Anjos, Leila Míccolis, Luiz Otávio Oliani, Maged Elgebaly, María Malusardi ; Rolando Revagliatti, entrevista, Marinho Lopes, Marta Aguiar, Moisés Cárdenas, Nagat Ali, Pollyana Quintella ; Bianca Madruga, Ramon Carlos, Ricardo Ramos Filho, Rita Santana, Sandra Poulson, Silas Correa Leite, Tadeu Sarmento, Thiago Arrais


Foto de capa:

CANDIDO PORTINARI, 'Painel Tiradentes: detalhe 3: execução de Tiradentes', 1948.


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR