ANO 5 Edição 72 - Setembro 2018 INÍCIO contactos

Henrique Prior


A EUROPA PERANTE O SEU FUTURO

Pouca atenção foi prestada por muitos políticos meios de comunicação europeus ao discurso de Jean-Claude Junker, o último sobre o estado da União Europeia antes deste seu Presidente deixar o cargo. E, no entanto, esse discurso merece a atenção e a reflexão de todos os europeus.


Na verdade, face a uma Rússia cada vez mais imperialista, e confrontada com um abandono por parte dos Estados Unidos da tradicional aliança entre os dois grandes blocos de ambos os lados do Atlântico, a Europa, que é um conjunto de pequenas e médias nações em termos geográficos e demográficos, deveria perceber que, ou se une cada vez mais, ou se tornará, a prazo, irrelevante no contexto dum mundo dominado por grandes blocos geográficos, demográficos e económicos. Num contexto de desunião, os países europeus correm o risco de  se transformarem numa protocolónia da Rússia, já que, o Trump que foi colocado no poder pelos serviços secretos russos, parece aceitar de bom grado um novo modelo de zonas de influência mundiais para substituir o que foi construído em Yalta pela troyka Stalin, Roosevelt e Churchil, no qual a Europa ficaria sob domínio mais ou menos encapotado da Rússia.


Junker propos um roteiro para uma União mais unida, mais forte e mais democrática, do qual sedestacam as seguintes propostas:


Criar urgentemente uma União Económica e Monetária.
Instituir um Ministro Europeu da Economia e das Finanças
Construir um serviço de apoio da UE às reformas estruturais
Criar uma Autoridade Europeia do Trabalho
Intensificar  a todos os níveis as relações da UE com África
Aprofundar a solidariedade entre países europeus.


Disse Junker:

“Citando Mark Twain, daqui por uns anos lamentaremos mais aquilo que não tivermos feito do que aquilo que fizemos. Chegou o momento de construir uma Europa mais unida, mais forte e mais democrática na perspetiva de 2025.


O tempo urge para esta Europa onde se situam sete das dez melhores democracias do mundo ( em que Portugal ocupa um muito honroso décimo lugar). A União Europeia foi construída sob os auspícios da memória e da tragédia, tendo como primeiro pilar a civilização grega. E a memória deveria fazer-lhe lembrar que foram os egoísmos cegos das cidades-estado gregas que levaram à destruição da mais brilhante civilização mundial.


Países como a Inglaterra, que vai abandonar a União na sequência de um referendo em que venceram a mentira e a demagogia, até à Polónia, à Hungria, à Eslovénia, à Bulgária e alguns outros, onde a democracia que foi o cimento fundador da União Europeia está posta em crise, são as novas Esparta, Atenas e Tebas que lutaram até à exaustão para serem presa fácil do invasor macedónio.


Junker fez soar o alarme. É tempo de ser escutado. É tempo de fazer ver a todos os governos e cidadãos europeus que os grandes valores da liberdade, da igualdade, da solidariedade e da justiça, dos quais a Europa é, apesar de todas as deficiências, a melhor representante entre as nações, estão em perigo, e que urge defendê-los pondo de parte quaisquer egoísmos.


Henrique Prior

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de Setembro de 2018


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Dória       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Dória, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de Setembro de 2018:

Henrique Prior, Adán Echeverría, Adelto Gonçalves, Aderaldo Luciano, Alexandra Vieira de Almeida, Antonia Russo, Caio Junqueira Maciel, Carlos Barbarito, Chris Herrmann, Daniel Rosa dos Santos, Danyel Guerra, Demétrio Panarotto, Demetrios Galvão, Dora Elia Crake Rivas, Fabián Soberón ; Neusa Sobrinho Amtsfeld, Geraldo Lima, Gociante Patissa, Guido Viaro, Hermínio Prates, Iván Segarra Báez, Jandira Zanchi, Jorge Castro Guedes, Leila Míccolis, Leonardo Almeida Filho, Lílian Sais, Marcos Rosenzvaig ; Rolando Revagliatti, Marinho Lopes, Meire Viana, Moisés Cárdenas, Nagat Ali, Nathalie Lourenço, Nirton Venancio, Ramon Carlos, Remedios Álvarez Dias, Reynaldo Bessa, Ricardo Ramos Filho, Rocío Prieto Valdivia, Rosa Enríquez, Samuel Cavero Galimidi, Silas Correa Leite, Silvana Guimarães, Winston Morales Chavarro


Foto de capa:

VLADIMIR KUSH, 'Jornada metafórica (detalhe)'


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR