ANO 4 Edição 59 - AGOSTO 2017 INÍCIO contactos

Henrique Prior


Editorial

Se me perguntarem se tem havido muitos ou poucos incêndios na Primavera e no Verão deste ano em Portugal, contra o que certamente esperam os leitores da incomunidade.com, responderei que tem havidos poucos.

 

Na verdade, se percorrermos o país, o que vemos é o abandono e o desleixo em relação à nossa floresta, tão grandes e graves que o que espanta é que Portugal não esteja quase todo a arder.

 

Já aqui escrevi que a pequena propriedade que não traz rendimento aos seus proprietários e, por isso, está totalmente abandonada, com árvores que nasceram espontaneamente ou foram mal plantadas, onde não entra uma máquina para as desmatar e, por isso, cheia de mato e silvas que são como petróleo para os incêndios, é uma das principais causas desta tragédia nacional que consome riqueza e vidas.

 

Porém, não são apenas os pequenos proprietários absentistas os culpados desta desgraça. Basta passarmos pela Autoestrada nº 29, entre Gaia e Aveiro, para nos apercebermos do desleixo ao que isto chegou. A concessionária da A29, que deveria cortar o mato na zona da sua concessão, isto é, entre a berma e a rede protetora, na maior parte do trajeto tem essa zona intocada, cheia de mato, silvas e pinheiros, ou fingiu que fazia a limpeza que está obrigada a fazer cortando cerca de dois metros de mato junta à berma e deixando o resto.

 

Para lá da cerca de arame que protege a autoestrada, o que se vê são quilómetros de arvoredo sem qualquer limpeza, e montes de ramos de árvores, particularmente de eucalipto, o combustível próprio para atear um grande incêndio. Mesmo junto a habitações e instalações fabris. Cumpre dizer que a zona entre Gaia e Aveiro é densamente povoada e densamente industrializada, com indústrias que representam enorme perigo em caso de incêndio.

 

O que fazem os Ministérios da Administração Interna e da Agricultura, as autoridades policiais e as câmaras municipais para impedirem esta situação catastrófica? Nada ou quase nada.

 

Mas não só agora: sempre foi assim. Por isso, quando vemos políticos como Passos Coelho ou Assunção Cristas que, em quatro anos de poder, com a sua política de liberalização do plantio do eucalipto e de abstencionismo no que toca ao controlo da limpeza da floresta, percebemos até que ponto vai a irresponsabilidade, a incompetência e o cinismo de certos políticos.

 

 

Henrique Prior

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de AGOSTO de 2017


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Prior       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Prior, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de AGOSTO de 2017:

Henrique Prior, Alexandre Brandão, Almandrade, Bruno Brum, Caio Junqueira Maciel, Carlos Barbarito, Carlos Orfeu, Cecília Barreira, Denise Bottmann, Fabrício Brandão, Filipe Papança, Flávia Fernanda Cunha, Flávio Otávio Ferreira, Geraldo Lima, Helena Mendes Pereira, Henrique Dória, José Gil, Jussara Salazar, Lisa Alves, Lyslei Nascimento; Afonso Borges, Maria Toscano, Marinho Lopes, Miguel M. T., Moisés Cárdenas ; Gabriela Tamargo, Myrian Naves; Alberto Pucheu, Nilo da Silva Lima, Ricardo Ramos Filho, Rodrigo Vivas, Domingos Mazzilli, Ronald Augusto, Rosana Mont’Alverne, Rubens Zárate, Sandra Poulson, Vinícius Lima, Viviane de Santana Paulo


Foto de capa:

EDVARD MUNCH, 'Summer Night (Inger on Shore)', 1889.


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR