ANO 5 Edição 52 - JANEIRO 2017 INÍCIO contactos

Henrique Prior


Editorial: O MUNDO É UM LUGAR PERIGOSO

Era já evidente que a América elegeu um palhaço rico e rasca para presidente, com todo o respeito e carinho que tenho pelos palhaços artistas. Mas, agora que se conhecem melhor as condições em que foi eleito, e a equipa que escolheu para com ele governar a que ainda é a maior potência mundial, pelo menos no plano militar, Trump deixou de nos provocar riso para nos provocar grande angústia.
Sabe-se, agora, como a Rússia interferiu nas eleições nos EUA, o que só por si deveria, pelo menos, ter levado a uma chamada do embaixador russo  à Casa Branca para dar explicações ao povo americano.
As suspeitas de que Putin colocou o seu fantoche na Casa Branca adensam-se quando  se sabe que o segundo homem do governo do ignorante Trump vai ser um indivíduo que dirigiu a Exxon, com grandes negócios de petróleo na Rússia, da intimidade de Putin, que o condecorou. Afirmou esse individuo que, nem a Rússia, nem essa ditadura cleptocrata e cínica que oprime a Arábia Saudita violam os direitos humanos.

E Trump não hesita em, ainda antes de tomar posse, levar a cabo uma guerra verbal com a China, com ameaças de confrontações muito mais vastas, eventualmente militares.

O ministro da Justiça que escolheu é um racista, senão membro, pelo menos admirador dessa seita de criminosos que é o Ku Klux Klan. Como é óbvio, irá levar a cabo  a política que Trump desejar, e este já mostrou por onde pretende começar: pelo silenciamento dos meios de comunicação que não lhe são afetos, como se tornou claro na sua recente conferência de imprensa em que ostracizou e apelidou de “nazis” jornais e cadeias de televisão incómodos.

Por toda a Europa, a extrema direita protofascista e racista parece estar próxima de alcançar o poder, alguma dela fazendo abertamente o jogo de Putin, como é o caso da extrema direita austríaca, talvez mesmo financiada pela Rússia.

A Itália estará perto de escolher um palhaço pobre e tonto para primeiro ministro, palhaço esse que no parlamento europeu se aliou à extrema direita e agora parece querer aliar-se aos liberais.

O mundo está um lugar não só imprevisível mas, sobretudo, um lugar perigoso.

Uma pergunta se impõe: o que terão feito os políticos "sérios" para que o povo desses grandiosos países escolha os palhaços que tornam o mundo num lugar cada vez mais perigoso?

Henrique Prior

TOP ∧

Revista InComunidade, Edição de JANEIRO de 2017


FICHA TÉCNICA


Edição e propriedade: 515 - Cooperativa Cultural, ISSN 2182-7486


Rua Júlio Dinis número 947, 6º Dto. 4050-327 Porto – Portugal


Redacção: Rua Júlio Dinis, 947 – 6º Dto. 4050-327 Porto - Portugal

Email: geral@incomunidade.com


Director: Henrique Prior       Director-adjunto: Jorge Vicente


Revisão de textos: Filomena Barata e Alice Macedo Campos

Conselho Editorial:

Henrique Prior, Alice Macedo Campos, Cecília Barreira, Clara Pimenta do Vale, Filomena Barata, Jorge Vicente, Maria Estela Guedes, Maria Toscano, Myrian Naves


Colaboradores de JANEIRO de 2017:

Henrique Prior, Alice Macedo Campos, Alilderson de Jesus, Caio Junqueira Maciel, Carlos Barbarito, Casé Lontra Marques, Cássio Amaral, Cláudia Cassoma, Danyel Guerra, Fernando Rocha, Helena Barbagelata, Helena Osório, Henrique Dória, Hilton Fortuna Daniel, Inês Monguilhott, João Paulo Esteves da Silva, João Paulo Esteves da Silva / Alice Macedo Campos, Lizziane Negromonte Azevedo, Luís Fernando, Maria Aliete Matias, Maria João Franco / Rocha de Sousa, Maria Olívia Santos, Maria Toscano, Marinho Lopes, Marta Tavares, Moisés Cárdenas, Myrian Naves e Ricardo Farias, Ricardo Aleixo, Rubens da Cunha, Silas Correa Leite


Foto de capa:

Marc Chagall - 'Su Vitebsk' (1914).


Paginação:

Nuno Baptista


Os artigos de opinião e correio de leitor assinados e difundidos neste órgão de comunicação social são da inteira responsabilidade dos seus autores,

não cabendo qualquer tipo de responsabilidade à direcção e à administração desta publicação.

2014 INCOMUNIDADE | LOGO BY ANXO PASTOR